Diante da Central de Controle Operacional os olhos mal piscam, atenção 24h, telefones que não param, atendimento ao consumidor e serviços acontecendo continuamente. Quem trabalha com serviços de utilidade pública conhecem bem esta rotina. Buscando aprimorar os procedimentos e ações do saneamento, água e esgoto, aplicando novos conceitos, tornando-os ainda mais práticos e eficazes, nesta semana colaboradores da Aegea Rondônia participaram do treinamento sobre a Metodologia Ágil.

O programa está sendo aplicado pela primeira vez no grupo, sendo que atualmente cinco projetos estão acontecendo na Regional R1. A Metodologia Ágil vem para conciliar expectativas com resultados, aliados com uma gestão de excelência, atuando em várias etapas e com acompanhamentos diários até sua finalização.

A agile coach, Jheruza Ribeiro, em visita a Rondônia para apresentar os pilares e funcionalidades da metodologia, parabenizou o grupo pela iniciativa, ressaltando que a nível internacional poucas empresas estão preocupadas com o aprimoramento dos colaboradores atrelado a alta performance de projetos e ações. “A Metodologia Ágil é espetacular, as unidades de Rondônia, como outras, entraram em um processo de construção, nova forma de pensar, agir. É perceptível que a equipe está aberta a novos saberes, no treinamento eles viram na prática qual a principal ideia, onde os beneficiados são os usuários, cidades, eles mesmo”.

Ribeiro, reforça que com a aplicabilidade, o relacionamento com consumidores, fornecedores e parceiros serão mais fortalecidos. “De modo simplificado. O que é ter um comportamento ágil? É alinhar a agilidade com rapidez, sabedoria com pressa, percebendo cada detalhe, passo a passo. O processo é evolutivo e gradativo com respeito, coragem, transparência, colaboração e humildade”, finalizou.

Tamara Fideles, coordenadora regional de Rondônia, conta de forma descontraída que a Metodologia Ágil é como o ciclo saudável da água. “Uma nascente sempre está em movimento, deixando frescor e riqueza por onde passa, a água permeia novos caminhos sempre que necessário até chegar ao destino, alimentar um grande rio. Nossos projetos logo serão assim, seguiram de forma continua e precisa, e quando se fizer necessário traçará novas rotas, sempre em busca dos melhores resultados” pontuou.

“Eu vim de mente aberta para o treinamento, curiosa para entender melhor, saio com expectativas enormes, ansiosa para colocar em prática”, contou Zaida Siufi, engenheira ambiental.

Share Button