De acordo com as últimas pesquisas do Portal do Saneamento, publicado pelo Instituto Trata Brasil*, Rondônia teve aproximadamente 45 mil internações oriundas de doenças de veiculação hídrica, destas, quase 200 pessoas vieram a óbito, triste realidade que ainda atinge muitos municípios do Estado que não possui sistema de distribuição de água potável e esgotamento sanitário.

Trabalhando para mudar este cenário, a Águas de Ariquemes, empresa que abastece 92% da população com rede de água tratada, tem realizado diversas atividades que ressaltam a importância da qualidade da água para melhorar a saúde pública, trazendo desenvolvimento, uma delas são capacitações técnicas para os agentes públicos da área da saúde.

Uma equipe de 72 agentes municipais de saúde e endemias aprenderam mais sobre saneamento, realizaram uma visita técnica na Estação de Tratamento de Água – ETA Rio Jamari, conheceram toda tecnologia empregada nas etapas que compõe o tratamento da água, desde a captação até a distribuição, tiraram dúvidas sobre a importância da dosagem do cloro para desinfecção e fluoretação.

Oportunidade única na carreira de muitos, que com quase 30 anos de profissão não conheciam uma ETA. É o caso do agente Juarez Simeão que atua na área há 32 anos, segundo ele abrir a torneira e ter água potável sem contaminação é uma realidade nova, diante de tudo que já viu. “É muito bom receber estes treinamentos, aprendemos várias coisas e de modo mais simples passamos para as famílias que visitamos. Falar sobre o saneamento é um assunto novo ainda, existem muitas interrogações, até no meio dos agentes, com esta visita muitas dúvidas foram esclarecidas,” pontuou.

Ainda segundo Simeão, “o abastecimento de água melhorou de forma significativa, como agentes temos consciência que recuperar um sistema defasado com mais de 20 anos, não é de um dia para noite, acreditamos no trabalho da concessionária, e esperamos que o saneamento avance cada vez mais, melhorando a saúde da nossa cidade,” finalizou.

“Eu não imaginava que as análises da água eram realizadas de hora em hora, isso traz segurança para quem usa, vimos que todo o processo de tratamento está de acordo com a portaria do Ministério da Saúde. Optar por ainda usar a água de poço, é sério, mesmo manilhado, uma vez que eles têm menos de 10 ou 15 metros de fundura, existem mais de 40 mil fossas na cidade, é ilusão achar que a fossa não está contaminando a água do poço, eles estão lado a lado”, ressaltou a agente municipal de saúde, Diana Lorenzo.

“É muito importante para nós recebermos os agentes e apresentar nossos serviços, ações que já realizamos para ampliar e melhorar o abastecimento. Esta capacitação demonstra nossa preocupação com a saúde pública do município e principalmente estamos trabalhando com transparência e dedicação”, contou o responsável pelos programas de educação socioambiental da concessionária, Diecson do Prado.

Para mais informações sobre a qualidade da água que é distribuída em Ariquemes e programas socioambientais, acesse www.aegeamt.com.br

*https://www.painelsaneamento.org.br/localidade?id=1
http://www.tratabrasil.org.br/

Share Button